Entenda definitivamente a importância da transformação cultural

Um dos termos mais comentados nos últimos anos e, até mesmo, citado em artigos e palestras é a transformação digital.


original em blog.fnq.org.br

Empresas de todos os segmentos estão investindo em novas tecnologias e atentas às reviravoltas do mercado, em razão das mudanças ocasionadas pela internet das coisas (IoT).

No entanto, antes da devida implantação, é preciso investir na transformação cultural das organizações, que é muito mais abrangente que a digital. Caso contrário, existe um sério risco de os novos processos não serem devidamente assimilados pelos colaboradores, trazendo prejuízos incalculáveis.

Por isso, vamos mostrar, neste post, como a cultura deve enxergar as mudanças de uma forma sistêmica, com o objetivo de melhorar a gestão. Confira!

O que é transformação cultural?

A transformação cultural é um aprendizado que contribui com a adaptabilidade dos colaboradores em relação às novas tecnologias e aos novos processos, incluindo os automatizados. Dentro dessa premissa, são necessárias diversas ações que estejam sintonizadas com o desenvolvimento sustentável, tendo na presença das lideranças o principal meio de disseminação dos novos conhecimentos.

Dessa maneira, uma organização poderá preparar adequadamente os funcionários para que todos estejam devidamente aptos a conduzir os processos digitais. Trata-se, portanto, de uma conscientização que vai influenciar na cultura institucional, sendo um aprendizado repassado constantemente para quem chega para somar com a empresa.

É preciso um grande compromisso entre as partes envolvidas com o objetivo de gerar valor para as informações sintonizadas com as inovações que serão instaladas nos diversos setores da organização. A transformação cultural é o preparo dos colaboradores com foco na sustentação das novas tecnologias em longo prazo.

Ela faz com que isso ocorra sem percalços que possam comprometer a saúde financeira da empresa, as fases produtivas e o relacionamento com os consumidores. Portanto, trata-se de uma mudança de pensamento, uma espécie de mindset conduzida pelos líderes em todas as áreas com o objetivo de melhorar a experiência do cliente.

Qual a importância da transformação cultural para a empresa?

Além de evitar grandes perdas financeiras, a transformação cultural auxilia na mudança do comportamento dos colaboradores. Dessa forma, aumentam as chances de os processos acontecerem com mais qualidade, auxiliando na satisfação dos clientes.

Com isso, haverá um preparo dos funcionários, por meio da influência das lideranças, para que entendam os processos e os valores da empresa, com foco na resolução das necessidades dos clientes. Assim, os colaboradores aproveitam todos os recursos tecnológicos de uma forma favorável à instituição, sem falhas ou situações que possam influenciar negativamente no cumprimento dos prazos ou no atendimento às exigências do mercado consumidor.

Trata-se de um aspecto que auxilia na gestão. No entanto, tudo passa pela mudança de comportamento, algo que necessita de uma experiência em longo prazo e de várias abordagens até que se chegue a um patamar ideal. Por isso, é importante saber qual é o melhor modelo de negócio, iniciando a mudança pelas pessoas e na cultura da organização.

Depois disso chegará o momento da tecnologia, com os devidos aprendizados que reverterão em aumento da produtividade, otimização do tempo e redução nos custos operacionais. Ao investir na transformação cultural aliada à digital, certamente a sua empresa vai ganhar competitividade e mais excelência no mercado em que atua.

Dessa forma, os seus produtos e serviços estarão alinhados com os desejos do seu público-alvo, trazendo na marca as características valorizadas pela empresa. O ganho de credibilidade será maior, em razão da qualidade apresentada em todos os processos produtivos e no relacionamento com os clientes.

Por que é preciso se preocupar mais com a transformação cultural do que com a digital?

Com a velocidade das transformações sendo determinada pela revolução tecnológica, a simples mudança na gestão não é mais suficiente. Agora, são necessárias alterações constantes, em razão das modificações frequentes nos cenários de qualquer mercado. Por isso, se não houver uma transformação cultural antes da digital, dificilmente as pessoas conseguirão se adaptar à nova realidade.

A ideia é que as organizações se foquem em atributos que se moverão de acordo com as mudanças nas prioridades. São eles:

  • desenvolvimento sustentável;
  • compromisso com as partes interessadas;
  • geração de valor;
  • adaptabilidade;
  • liderança transformadora;
  • pensamento sistêmico;
  • orientação por processos.

Ao serem colocados em prática, os sete meios de transformação cultural contribuirão tanto com a assimilação do modelo quanto com a compreensão de que os resultados não devem somente priorizar os investimentos em curto prazo. É preciso se alicerçar em indicadores que ajudem na sustentabilidade da empresa por longos anos.

Afinal, muitas organizações falham ao não investirem nos locais onde realmente necessitam, causando problemas de ordem financeira e organizacional. Isso inclui baixa motivação por parte dos colaboradores e, até mesmo, índices altos de reclamações por parte dos clientes.

Por isso, a transformação cultural é a estrutura que vai manter a sua empresa no devido desenvolvimento, sem abalos na gestão das pessoas quando as mesmas não estiverem devidamente preparadas para encarar as alterações tecnológicas.

Como as máquinas, plataformas e aplicativos necessitam de seres humanos para serem operados, é imprescindível que aconteça uma mudança comportamental por meio de orientações adequadas e com respeito a todos, sempre destinando as informações corretas e na forma adequada. Eis o tema do nosso próximo tópico!

Qual o papel do líder ao conduzir a transformação cultural?

Bons lideres inspiram. São exemplo e apresentam resultados por meio de um adequado planejamento. Nessa linha, a transformação cultural necessita de gestores que alinhem objetivos com a equipe, iniciando a mudança comportamental pela cúpula estratégica da organização. Afinal, as boas iniciativas precisam vir de pessoas que transmitam confiança.

Assim, líderes talentosos são fundamentais para cativar o time. São profissionais altamente capacitados, que sabem persuadir os demais colaboradores por meio de palavras e ações certeiras. É importante que o gestor tenha o respeito e seja um espelho para os demais colaboradores, inclusive sendo educado para não criar antipatias.

Vale a pena a pessoa se enturmar com a equipe, caso seja nova na empresa, realizando palestras, momentos de confraternizações e orientações com foco na transformação cultural.

Ao entender a importância da transformação cultural e manter-se atento às mudanças que o mercado propõe, certamente a sua organização conseguirá se sustentar diante dos vários desafios que se apresentam a cada dia. Como vimos, as lideranças têm papel fundamental nesse processo.

Invista na qualidade da gestão e tenha mais resultados:

Veja nossas opções de treinamentos
Veja nossas abordagens de consultoria 

Fique por dentro de tudo que acontece na gestão!

Informe o seu email abaixo e receba as nossas publicações.

Cadastre-se e receba semanalmente as melhores dicas e práticas de gestão no seu e-mail. Para lhe auxiliar, preparamos e enviaremos no seu e-mail o e-book Guia de Planejamento Estratégico para 2019.