7 dicas essenciais para o líder administrar conflitos

Conflito – fenômeno próprio das relações humanas. Ocorre devido a posições divergentes em relação a algum comportamento, necessidade ou interesse comum. O conflito não é ruim em si mesmo.

Original em crbasso.com.br

Alguém já disse que se você não quiser ter conflitos, basta não se relacionar. Mas sabemos que até mesmos os eremitas têm os seus conflitos interiores. A sabedoria nas relações interpessoais não está em evitar conflitos, mas sim, em saber lidar e resolver de forma equilibrada os conflitos que, inevitavelmente, surgirão.

O conflito pode ser fonte de ideias novas e permitir a expressão e a exploração de diferentes pontos de vista, de interesses e de valores. Saber lidar com a situação é que define se o momento será prejudicial ou benéfico aos envolvidos, exigindo das pessoas autoconhecimento e inteligência emocional.

Em pesquisas realizadas pelo Instituto Dale Carnegie foi constatado que 85% do sucesso profissional vem da competência de relacionamento e somente 15% de competências técnicas.

Algumas considerações para reflexão sobre conflitos:

  • É uma questão emocional, há sentimentos envolvidos.
  • Considere que diversidade de opiniões não é conflito.
  • Conflito é diferente de problema.
  • No ambiente profissional é comum termos debates, mas isso não caracteriza conflito.
  • Muitas situações começam com debate e viram conflito.
  • Ao gestor não basta ouvir a situação para considerá-la solucionada.

Saber administrar conflitos é um dos maiores desafios da liderança

O relacionamento interpessoal é uma das inúmeras variáveis que interferem na produtividade, na comunicação, na construção da confiança e na cooperação entre as pessoas gerando consequências aos resultados organizacionais. Em ambientes corporativos é natural que diferenças e divergências de opiniões gerem conflitos. Nessas situações, o líder tem papel fundamental, pois é ele quem pode não apenas evitar as situações conflitantes, mas também resolvê-las da melhor maneira possível, minimizando o impacto do problema.

Pressão no trabalho, expectativas frustradas, condições de trabalho inadequadas e problemas de comunicação são alguns dos motivos que geram divergências no dia a dia das empresas.

É necessária muita atenção do líder e um acompanhamento mais próximo da equipe para que os impactos representem menos riscos à saúde da empresa e promovam um ambiente mais cordial entre colaboradores, fornecedores e clientes.

Cada situação vai exigir uma abordagem específica para a resolução de conflitos gerados no ambiente de trabalho. O líder deve ter conhecimento dos fatos, ouvir os envolvidos, deixá-los à vontade para falar e identificar soluções que sejam equilibradas e justas para todas as partes.

Regra de Ouro

Numa situação de conflito, a sabedoria está em saber separar a pessoa do problema!

Você está preparado para enfrentar problemas de relacionamento em sua equipe? Para saber como contornar esse tipo de situação, separamos 7 dicas. Confira abaixo:

 1. Seja neutro

Todo líder sabe que a imparcialidade é um pré-requisito para que a mediação funcione. Se o líder tem uma opinião mais direcionada para um dos lados da história, a colaboração da outra parte será prejudicada. Não basta o líder ser imparcial. Ele precisa ser visto como imparcial.

2. Reserve um tempo para administrar o conflito

É importante obter um compromisso dos participantes para o uso do diálogo por um tempo adequado. Se a situação, de fato, não permite um encontro com o tempo necessário, ou as partes simplesmente se negam a comprometer-se com isso, então é melhor que o líder deixe a mediação para outro momento, sabendo dos riscos associados, que são altos.

3. Reúna os envolvidos em local adequado

É importante ter um lugar sem distrações, por exemplo uma sala de reuniões. O conflito entre as pessoas não é o problema. O problema é o impacto que esse conflito está produzindo nos resultados da equipe e da empresa de modo geral.

4. Se prepare para a mediação

Algumas pessoas têm mais aptidão “natural” para mediar do que outras, mas todas precisam compreender o processo e os métodos básicos envolvidos. Não é necessário que o líder se torne um mediador profissional, mas é altamente recomendado que ele faça algum estudo prévio sobre o tema e realize cursos específicos que aprimorem suas habilidades em relações interpessoais e gestão de conflitos.

5. Tenha inteligência emocional

Tenha controle emocional e não se deixe envolver. Visualize oportunidades com a situação de conflito. Mesmo nas situações mais difíceis, evite os sequestros emocionais, os pensamentos e sentimentos instáveis.

6. Seja assertivo

Ouça com atenção e seja capaz de ponderar o ponto de vista dos envolvidos.

7. Se coloque no lugar dos envolvidos

Se coloque no lugar das pessoas envolvidas no conflito e avalie a situação com base em acontecimentos diários, fatos e dados. Conheça muito bem seus funcionários: seus pontos fortes e os de melhoria. Seja flexível e receptivo às questões profissionais e pessoais de cada um dos integrantes do time.

Lembre-se: todo conflito pode ser uma oportunidade de aprimoramento e desenvolvimento. O conflito saudável leva à autocrítica, que leva ao movimento, que gera o exercício da criatividade e que promove a inovação ou a reinvenção de alguma situação dentro do ambiente de trabalho.

É importante saber tirar proveito da situação e transformar toda e qualquer dificuldade em oportunidades de crescimento. Os conflitos fazem parte da natureza humana. Não devemos atribuir ao conflito, ainda que profundo e complexo, uma conotação negativa. Afinal, dependendo do modo como é gerido pode ser uma fonte de criatividade, de mudança e de maior produtividade.

“A forma como a outra pessoa nos trata, é o Karma dela. A forma como reagimos, é o nosso. Ninguém pode roubar a nossa paz sem a nossa permissão”. Dalai Lama

Invista na qualidade da gestão e tenha mais resultados:

Veja nossas opções de treinamentos
Veja nossas abordagens de consultoria 

Fique por dentro de tudo que acontece na gestão!

Cadastre-se e receba semanalmente as melhores dicas e práticas de gestão no seu e-mail.
Para lhe auxiliar, preparamos e enviaremos no seu e-mail o e-book Guia de Planejamento Estratégico para 2021.
Não se preocupe, seus dados estão protegidos e prometemos não mandar spam.