O que são competências gerenciais?

Em um momento em que os analistas apontam que as profissões do futuro são aquelas que empregarão as qualidades ainda exclusivas dos seres humanos, desenvolver competências gerenciais é um ato fundamental.

Original em blogpos.uniso.br

E o que são as competências gerenciais?

“Competências gerenciais são os conhecimentos, as atitudes e as habilidades que um gestor precisa ter para gerir o desenvolvimento de si mesmo, da empresa e de seus colaboradores”, explica Débora Rodrigues Julião, professora da pós-graduação da Uniso.

Quando foi cunhado o termo

Competências gerenciais foi um termo utilizado pela primeira vez em 1982, quando Richard Boyatizis no livro da autoria dele: “The Competente Manager: A Model for Effective Performance”.

O autor definia 21 diferentes competências, organizadas em seis dimensões. De acordo com Débora Julião, quase quatro décadas depois, a base para desenvolver o perfil comportamental de um gestor de alta performance continua a mesma.

Quais são as principais competências gerenciais:

De acordo com a professora da pós-graduação da Uniso, as competências gerenciais podem ser resumidas em: comunicação e relacionamento, trabalho em equipe, gestão de pessoas, planejamento e organização, análise e síntese, negociação, persuasão, ética e liderança.

Porém, de forma específica, estão entre as competências gerenciais mais procuradas pelo mercado as seguintes:

  • Visão estratégica e sistêmica (de longo prazo)
  • Empreendedorismo empresarial
  • Comunicação interpessoal assertiva
  • Foco em evolução contínua (aprimoramento constante)
  • Inovação (pensar fora da caixa)
  • Inteligência emocional e social
  • Capacidade de resolver conflitos internos e externos
  • Rapidez para solucionar problemas
  • Atuação mais estratégica e planejada
  • Habilidades multidisciplinares
  • Gestão de equipes e processos
  • Habilidades de comunicação e negociação
  • Habilidade de gestão do tempo e das tarefas
  • Resultados sempre acima da média

Como identificar e desenvolver minhas habilidades?

Débora Julião, professora da pós-graduação da Uniso, explica que o autoconhecimento é imprescindível, mas há técnicas próprias para obtê-lo.

“Há meios de avaliações psicológicas e comportamentais, com testes específicos para mapeamento de liderança. É possível utilizar Quantum, Coaching Assessment, Disc, Hogan, dentre outros”, explica a professora.

De acordo com Débora, algumas metodologias podem alavancar o desenvolvimento das competências, como treinamento, coaching, mentoria e job rotation. Mas a professora deixa uma importante ressalva: o mais importante é querer.

Principal ingrediente “O mais importante é querer… E gostar de GENTE!!!

Qualquer posição hierárquica que exija liderança – habilidade de influenciar pessoas, está fadada ao fracasso nas mãos de um gestor que não gosta de gente! O sucesso da liderança – dar resultados para a organização – está intimamente ligado ao processo de crescimento da equipe e só um líder 100% comprometido com o desenvolvimento humano terá perenidade no cenário onde a tecnologia substitui com excelência nossas habilidades técnicas e manuais – menos as humanas!”, destaca Débora Julião.

Invista no desenvolvimento da gestão e dos gestores para melhorar os resultados da sua organização:

Veja nossas opções de treinamentos
Veja nossas abordagens de consultoria 

Cadastre-se e receba semanalmente as melhores dicas e práticas de gestão no seu e-mail.

Na mensagem de boas vindas você receberá o e-book Guia de Planejamento Estratégico para 2023 com o passo a passo do processo de planejamento.