Modelos de trabalho pós-pandemia

Pesquisa da PwC e do PageGroup aponta as preferências e as expectativas das pessoas em relação à volta ao trabalho presencial

  • 71%dos colaboradores esperam que o ambiente de trabalho se torne mais informal ou flexível
  • 72%dos executivos acreditam que a liderança se adaptou ao trabalho remoto (ativa ou passivamente)
  • 40%dos colaboradores preferem regime híbrido com 1 ou 2 dias por semana no escritório
  • 78%das mulheres dizem realizar quase todas as tarefas em home office (entre os homens: 59%)

Original em PWC.com.br

No momento em que as empresas analisam diversos modelos de trabalho para receber suas equipes de volta ao escritório, os colaboradores querem ter uma experiência renovada, mais participativa e com interações presenciais. Mas, ao mesmo tempo, não desejam perder a flexibilidade conquistada e que, na visão deles, ajudou a impulsionar sua produtividade.

Já os executivos, embora reconheçam os ganhos de produtividade do trabalho remoto, se mostram mais cautelosos em relação a mudanças em termos de flexibilidade. Possivelmente eles estão preocupados com as consequências dos novos arranjos na cultura organizacional, no bem-estar da força de trabalho e na retenção de talentos no longo prazo, além dos impactos que as alterações podem provocar na capacidade de sustentar os índices de produtividade e no impulso inovador.

Esses são alguns resultados da pesquisa realizada pela PwC Brasil e pelo PageGroup com 289 executivos e 633 colaboradores, entre 17 de janeiro e 4 de fevereiro deste ano. O estudo investigou quais as preferências e as expectativas das pessoas em relação à volta ao trabalho presencial. 

Com essa publicação, buscamos fornecer informações que ajudem as empresas a desenhar estratégias e tomar decisões para essa nova fase, a fim de retornar ao trabalho presencial com um melhor engajamento das equipes, mais colaboração e manutenção da produtividade.

“Os líderes agora não podem ficar alheios às necessidades das pessoas, sob pena de perderem alguns de seus melhores talentos. É hora de exercitar a capacidade de aprendizado e adaptação novamente e nos reconstruirmos nesse processo de transformação. Há dois anos, iniciamos um trabalho com equipes totalmente remotas e todos demonstraram grande capacidade de adaptação e resiliência.”

Tatiana Fernandes
Sócia e líder de Capital Humano da PwC Brasil

Destaques da pesquisa

Colaboradores querem mais flexibilidade

Os respondentes preferem regimes de trabalho com menos atividades presenciais ou totalmente remotos, ao contrário dos executivos. No total, 30% avaliam que o escritório do futuro deve se tornar mais informal e as regras devem ser mais flexíveis. Esse percentual é quase o dobro do registrado entre os executivos. 

No geral, os colaboradores se sentem mais produtivos ao trabalhar em home office e com horários mais flexíveis. Já os executivos têm uma percepção mais negativa da produtividade de seus colaboradores nesses modelos de trabalho.

25% dos respondentes acreditam que algumas regras devem se tornar mais flexíveis

Modelo híbrido é a preferência

Tanto colaboradores como executivos têm preferência pelo regime híbrido com um ou dois dias por semana no escritório como o melhor arranjo para a empresa maximizar a produtividade de seu pessoal. Em segundo lugar na lista de preferências, os colaboradores mencionam o home office integral, enquanto os executivos são favoráveis ao regime híbrido com três ou mais dias no escritório.

Qual é o melhor modelo para maximizar a produtividade dos colaboradores?

Qual é o melhor modelo para maximizar a produtividade dos colaboradores?

Benefícios do regime híbrido

Executivos e colaboradores citam os benefícios do regime de trabalho híbrido na mesma ordem de relevância. O principal deles é a anulação do tempo de deslocamento.

Gráfico - benefícios do regime híbrido

Mulheres e os mais jovens preferem regimes remotos

Ao analisar a pesquisa por segmentos, verificamos que as mulheres tendem a preferir os modelos remotos de trabalho, como home office integral e regimes híbridos com apenas um ou dois dias presenciais na semana. Um possível motivo para essa preferência é o fato de 78% das mulheres relatarem poder realizar todas ou quase todas suas tarefas em home office em comparação com 59% dos homens.

Gêneros com expectativas diferentes em relação aos modelos de trabalho

Gêneros com expectativas diferentes em relação aos modelos de trabalho

Em termos geracionais, os mais jovens são os que mais preferem regimes totalmente remotos.

Preferência pelo home office

Preferências pelo home office

Percepção da produtividade em home office

A percepção dos participantes da pesquisa sobre sua produtividade varia conforme o gênero. Uma proporção maior de mulheres relata ser significativamente mais produtiva em home office em comparação com os homens. Essa tendência é vista, principalmente, entre as mulheres da Geração Z. O fenômeno pode estar relacionado ao fato de as mulheres relatarem trabalhar mais horas do que os homens em regime de home office, ou seja, a produtividade delas pode estar sendo obtida às custas de excesso de trabalho.

Participantes mais produtivos em home office

Preferência pelo home office integral (por gênero e geração)

Como as pessoas percebem a produtividade em home office

Como as pessoas percebem a produtividade em home office

Quanto aos fatores que afetam a produtividade, os executivos se mostram mais conservadores, tendendo a considerar como principais aspectos negativos do home office a falta de infraestrutura nas casas dos colaboradores, o isolamento das equipes e as distrações.

Os colaboradores apontam a falta de contato entre as pessoas como o principal fator negativo, mas tendem muito mais que os executivos a dizer que nenhum fator significativo afetou sua produtividade – segundo lugar nas menções dos colaboradores e o nono lugar na lista dos executivos. Para os colaboradores, a dificuldade de acesso a sistemas é um problema muito maior do que para os executivos.

Aspectos que precisam de ajustes para a empresa se adequar melhor ao trabalho remoto (em ordem de importância)

Fatores - colaboradores e executivos

Invista no desenvolvimento da gestão e dos gestores para melhorar os resultados da sua organização:

Veja nossas opções de treinamentos
Veja nossas abordagens de consultoria 

Cadastre-se e receba semanalmente as melhores dicas e práticas de gestão no seu e-mail.

Na mensagem de boas vindas você receberá o e-book Guia de Planejamento Estratégico para 2023 com o passo a passo do processo de planejamento.