Inteligência artificial no RH: qual o impacto e como aplicar?

Entenda como o uso da Inteligência Artificial no RH colabora para tomada de decisão mais inteligente na gestão de talentos

Seja em uma decisão sobre contratação ou em um relatório sobre o engajamento dos colaboradores, o uso da inteligência artificial (IA) no RH já é realidade em algumas organizações.

É isso mesmo, com a precisão cada vez maior da análise de dados, o uso de algoritmos inteligentes está revolucionando o RH. Isso torna a área de gestão de talentos mais eficiente e eficaz, atraindo e retendo, assim, os melhores profissionais.

E ao contrário do que muitas pessoas supõem, a inteligência artificial tem, sim, o poder de melhorar o contato humano no RH. Ao longo deste artigo descobriremos essas e outras situações-chave em que o uso de IA viabiliza o RH estratégico, bem como os benefícios extraordinários que ela oferece, assim como pontos de atenção para o correto uso da tecnologia. Confira!

Original em https://blog-forbusiness.vagas.com.br/inteligencia-artificial-no-rh/

O que é inteligência artificial?

A inteligência artificial é um campo da ciência da computação que desenvolve tecnologias que potencializam as funções cognitivas humanas à inteligência humana. A IA se baseia em algoritmos e modelos matemáticos para processar grandes quantidades de dados e aprender com eles, de forma a melhorar seu desempenho ao longo do tempo.

De um modo geral, a IA pode ser usada sempre que as tarefas exigirem um comportamento lógico para a tomada de decisões estratégicas baseadas em análises de dados, que podem ser estruturados, como planilhas e bancos de dados, ou não estruturados, como diálogos e fotos.

Vale a pena destacar que os benefícios do uso dessa tecnologia permeiam diferentes setores, como medicina, finanças, manufatura, automação, transporte, entretenimento. Assim, o uso da inteligência artificial no RH traz inúmeros benefícios para a gestão de pessoas e para a empresa como um todo.

Como a IA está mudando a forma como o RH opera?

Até pouco tempo, os principais benefícios da tecnologia para o RH eram melhorar a eficiência e reduzir os custos, automatizando tarefas repetitivas. Hoje, avanços como a inteligência artificial, e o machine learning, permitem que as equipes de gestão de pessoas resolvam desafios críticos de negócios, colaborando para um melhor desempenho dos indicadores-chave de pessoas.

A inteligência artificial é um dos pilares que alimentam a transição do RH administrativo para o estratégico. Graças às tecnologias de IA, os departamentos de RH podem enfrentar alguns dos desafios empresariais mais importantes, tais como aumentar a capacidade operacional e até influenciar positivamente o sucesso global do negócio.

E ao contrário do que alguns pessimistas alardeiam, a tecnologia não substitui a sensibilidade dos profissionais de RH. Recrutadores, BPs, gerentes e diretores de RH apenas se empoderam dos benefícios da IA para desempenhar um papel crítico na identificação, seleção e retenção das pessoas dentro de uma organização.

Aqui estão as quatro maneiras pelas quais a IA está transformando diversos ecossistemas do RH.

Automatizando tarefas administrativas demoradas

A automação em RH não é novidade. Os profissionais de RH já há algum tempo automatizam suas tarefas repetitivas e demoradas. Então, como a IA torna isso diferente?

A IA pode assumir todas as tarefas de baixo valor, como gestão de benefícios, perguntas comuns dos funcionários sobre procedimentos e políticas e processamento de formulários de licença.

De acordo com um relatório de inteligência e gestão de talentos, empresas que adotaram a IA na administração de talentos foram 19% mais eficazes na redução do tempo que o RH gasta em tarefas administrativas. Dessa forma, os profissionais de RH tiveram mais tempo disponível para se concentrar em tarefas de alto valor

Melhorando a aquisição de talentos

A inteligência artificial (IA) melhora a aquisição de talentos, tornando o processo de recrutamento mais eficiente, eficaz e orientado por dados. E como isso acontece?

Combinando a inteligência artificial e humana. É isso mesmo, a IA é um facilitador do trabalho de recrutador, que sempre estará à frente da seleção de candidatos. Não por acaso, o nosso software de R&S, o Vagas for Business, conta com o Matching IA+H (Inteligência Artificial + Inteligência Humana) que gera uma pontuação automática para os candidatos, com base nos principais atributos do descritivo da vaga publicada. Porém, o nosso algoritmo vai além desse arroz com feijão da IA em R&S. Como assim? 

Com o Matching IA+H, o recrutador também pode personalizar o resultado do IA Vagas (Inteligência Humana) utilizando informações dos currículos como fichas, avaliações, testes, entre outros 140 critérios disponíveis. Dessa forma, o profissional de RH terá criado sua própria regra de triagem, permitindo que a seleção dos candidatos seja muito mais personalizada e assertiva.

Mas o trabalho de algoritmos de IA no processo de R&S não param por aí, eles podem ainda ajudar os recrutadores com os seguintes passos:

busca de talentos passivos: a tecnologia permite identificar candidatos qualificados que não estão ativamente procurando emprego, expandindo o pool de talentos disponíveis;

recomendações de candidatos: algoritmos de IA podem sugerir candidatos com base no histórico de contratação da empresa e nas necessidades do cargo. Quem usa a tecnologia Vagas For Business sabe os benefícios dessas recomendações!

experiência do candidato: chatbots de IA podem fornecer respostas rápidas a perguntas de candidatos e manter os candidatos informados sobre o status de seus processos de seleção.

Personalizando a integração de colaboradores

A tecnologia tem o poder de criar experiências personalizadas que ajudam os novos contratados a se ajustarem rapidamente ao novo ambiente de trabalho e a entenderem exatamente o que precisam fazer. Quer alguns exemplos?

A IA pode fornecer aos novos contratados contatos importantes, sugestões de treinamento, informações essenciais sobre benefícios, políticas e qualquer outra coisa que garanta uma experiência perfeita.

Quando um novo funcionário tem uma experiência de integração satisfatória, é mais provável que ele permaneça na empresa e a recomende a seus colegas.

Prevendo funcionários insatisfeitos

Ao rastrear toda a jornada do colaborador, a IA pode mandar avisos aos gestores de quem está propenso a sair da empresa. Sim, a partir da leitura de dados é possível gerar essa previsibilidade. Como?

Cruzando informações de distintas fontes de dados, a IA pode identificar trabalhadores que estão entediados, desinteressados, improdutivos ou que procuram outras oportunidades de emprego.

A IA pode detectar quaisquer mudanças em seu comportamento e comunicação, notificando instantaneamente os profissionais de RH para que eles possam criar um plano para reverter essa situação. Inclusive a tecnologia pode até ajudar no desenvolvimento de programas para envolver e recompensar os funcionários, aumentando ainda mais a retenção.

Como garantir o uso responsável dessa tecnologia?

Como observamos, a inteligência artificial está mudando a forma de se trabalhar no RH. No entanto, junto com a promessa de inovação sem precedentes, surgem desafios complexos que ecoam desde a coleta de dados até a ética no uso das tecnologias. Garantir o uso responsável da inteligência artificial (IA) na área de Recursos Humanos é fundamental para manter a ética, a privacidade e a eficácia dos processos de RH. Veja como:

Estabeleça uma política de privacidade de dados

Proteja os dados pessoais dos candidatos e funcionários de acordo com regulamentações, como o Regulamento Geral de Proteção de Dados (GDPR). Informe as pessoas sobre como seus dados serão usados e armazenados.

Seja transparente na comunicação

Garanta que os processos de IA sejam transparentes, documentados e compreensíveis. Os candidatos e funcionários devem entender como a IA é usada no RH.

Treine seus gestores de RH

Treine os profissionais de RH e recrutadores para usar a IA de forma ética e compreender os princípios de não discriminação e equidade.

Mantenha a supervisão humana nos processos de IA

A tecnologia pode apoiar a tomada de decisões, mas a última palavra deve ser de um profissional de RH ou de um gestor da vaga, no caso de recrutamento e seleção.

Inteligência artificial no RH: o futuro dessa tecnologia

O mundo está testemunhando no momento o nascimento de uma revolução que transcende os limites da imaginação humana: a Inteligência Artificial Generativa (IAG). Essa fascinante forma de IA, capaz de criar conteúdo original e altamente realista, tem transformado a maneira como empresas, criativos e a sociedade como um todo interagem com a tecnologia.

Ainda estamos nos primórdios o uso dessa tecnologia, mas já conseguimos visualizar pelo menos duas grandes aplicações dela no ecossistema de RH:

Simulação e treinamento

Indústrias, como a aviação e a manufatura, aplicam a IA Generativa para simular cenários complexos e treinar funcionários em ambientes virtuais. Isso resulta em treinamentos mais eficazes e reduz riscos associados.

Experiência do candidato

Marcas empregadoras contratam chatbots baseados em IA Generativa para fornecer suporte ao candidato em tempo real, respondendo a perguntas e resolvendo problemas.

No entanto, é importante notar que a implementação da IAG na gestão de pessoas deve ser feita com cuidado e consideração. Questões éticas, como privacidade e preconceitos algorítmicos, precisam ser abordadas.

Além disso, a IA deve ser usada para apoiar as decisões dos profissionais de RH, não para substituí-los completamente. A combinação de habilidades humanas e IA pode resultar em uma gestão de pessoas mais eficaz e eficiente.

href=” https://www.provalore.com.br/consultoria-de-gestao-e-governanca/” target=”_blank”>


 

Conte com a ProValore para melhorar os processos de gestão da sua organização
Cadastre-se em nosso informativo e receba o eBook Planejamento Estratégico para a Transformação em 2025

Não se preocupe, você pode cancelar a assinatura a qualquer momento.
Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade para mais informações.