Design Sprint: O que é, quando usar e quando não usar

O que é Design Sprint?

Design Sprint é um tipo de Sprint (metodologia ágil) focado em elaborar uma solução de design para um determinado desafio.

Esse Sprint tem um período pré-determinado (normalmente uma semana) durante o qual se aplicam diversas metodologias focadas em entender o usuário, o contexto de uso e o contexto interno da empresa para encontrar uma solução adequada de design.

Original em https://www.hellerdepaula.com.br/design-sprint/

Qual a diferença entre Design Sprint e design thinking?

Design Sprint é o nome dado para um processo específico que conta com: tempo determinado, etapas, metodologias e time pré-definido, além de sempre começar com um desafio bem recortado.

O design thinking está relacionado com a forma como designers pensam e resolvem seus desafios, ou seja, ele diz respeito ao modo como esses profissionais criam soluções.

Uma das representações mais úteis para compreender o design thinking é o modelo esquemático desenhado pelo Design Council em 2005 chamado de Duplo Diamante.

Design Sprint
Duplo Diamante

Desse modo, o design thinking está relacionado a forma como abordamos nossos desafios e o Design Sprint é um passo a passo para usarmos essa forma de abordagem dentro de um tempo pré-estabelecido.

Existe mais de um formato de Design Sprint?

Existem diversos formatos para Design Sprints, inclusive com nomes diferentes, alguns mais direcionados para a concepção de conceitos, outros mais para o design visual.

Um dos mais conhecidos é o Google Design Sprint, usado pelo Google, contudo existem outros inúmeros formatos, cada um com seu próprio nome, passos e dicas de metodologias.

Quais são as entregas de um Design Sprint?

As entregas de um Design Sprint podem variar bastante, normalmente elas são definidas antes do começo do Sprint para ajudar na escolha das metodologias a serem utilizadas.

Algumas dessas entregas podem ser, por exemplo:

  • Business model canvas
  • Conceito de design
  • Concept backlog
  • Fluxos
  • Layouts
  • Modelos de negócios
  • Protótipos testados com usuários finais
  • E outros

Além dessas entregas, um Design Sprint também pode ser usado para decidir se vale ou não seguir com uma ideia, refiná-la para lançamento ou piloto, e até para alinhar expectativas e conhecimentos em um time interdisciplinar.

Quando usar Design Sprint?

Design Sprint é uma excelente ferramenta para solucionar desafios de forma colaborativa, porém esses desafios devem ser bem recortados para que sua resolução caiba no tempo disponível.

De modo geral, ele é pode ser usado para:

  • Acelerar alguma ideia ou insight já conhecido minimamente
  • Criar ou refinar um conceito
  • Validar alguma hipótese

Quando não usar Design Sprint?

Esse tipo de Sprint tem dois objetivos básicos:

  1. Definir o que fazer para resolver uma necessidade ou dor do usuário
  2. Definir como entregar isso da maneira mais adequada para o usuário

Portanto, caso esses dois itens já estejam definidos, é desnecessário o uso de um Design Sprint.

Pelo tempo curto, o Design Sprint também não é recomendável quando o assunto for totalmente desconhecido. Nesse caso é melhor levar mais tempo gerando o conhecimento necessário.

Logo, é bom evitar o uso do Design Sprint quando:

  • O escopo for muito fechado
  • O escopo for muito amplo
  • For necessário pesquisar profundamente um assunto desconhecido

Referências

McKinsey & CoDesign Council;

Invista no desenvolvimento da gestão e dos gestores para melhorar os resultados da sua organização:

Veja nossas opções de treinamentos
Veja nossas abordagens de consultoria 

Cadastre-se e receba semanalmente as melhores dicas e práticas de gestão no seu e-mail.

Informe o seu email abaixo e receba as nossas publicações.

Na mensagem de boas vindas você receberá o e-book Guia de Planejamento Estratégico para 2023 com o passo a passo do processo de planejamento.