David Ulrich sobre o futuro do RH

em hsm.com.br

*Traduzido da entrevista original “Dave Ulrich on the Future of HR” no portal da Forbes

Quais são os maiores problemas do RH que estamos vendo nos últimos anos?

Os líderes estão percebendo cada vez mais que para se adaptar às expectativas de clientes, investidores e da comunidade, eles precisarão fazer mais para articular uma estratégia em direção ao futuro. Eles precisam garantir que suas visões realmente se transformarão em realidade.

Profissionais de RH ajudam a transformar sonhos em ação focando em 3 coisas:

  1. Talento – Precisamos instigar competência (conhecimento e habilidades), comprometimento (vontade de se engajar no trabalho) e senso de contribuição (capacidade de encontrar significado no trabalho que fazemos) em nossas pessoas;
  2. Cultura – Precisamos criar competências organizacionais que nos permita criar uma identidade e padrões de comportamento dentro da empresa;
  3. Liderança – Precisamos ter liderança espalhada pela empresa focada em fazer as coisas corretas.

Profissionais de RH devem ser arquitetos de talento, cultura e liderança para ajudar os gerentes a entregar o que prometem.

Quais competências do RH são mais importantes agora do que eram antes?

Nós estudamos as competências dos profissionais de RH há 25 anos. Nesse período, coletamos dados de mais de 60 mil profissionais de RH e gerentes sobre quais competências melhorarão a imagem pessoal e desempenho nos negócios.

Nas pesquisas globais mais recentes, descobrimos que os profissionais de RH têm mais credibilidade pessoal quando são ativos em criar relações de confiança com os líderes e que se posicionam sobre como aumentar o sucesso dos negócios. Descobrimos também que os profissionais de RH influenciam a performance dos negócios quando são inovadores e integradores, geram competências e propõem novas tecnologias.

Podemos dizer com segurança que profissionais de RH pelo mundo, de diversos setores e níveis devem saber melhorar suas reputações pessoais e performance dos negócios.

Por que você nomeou seu livro “RH de fora para dentro”

Nos últimos 20 anos ficamos apaixonados com “RH estratégico”, onde a estratégia é um espelho em relação ao foco do RH. Agora acreditamos que a visão do RH deve atravessar a estratégia e enxergar o mundo externo.

A estratégia agora é a janela tanto para as condições gerais de negócios quanto para as expectativas específicas de stakeholders, sendo conectadas pelo RH. Isso transforma o foco de dentro da empresa para o lado de foram. Todo trabalho de RH (treinamento, contratações, remunerações, comunicação, design organizacional, etc.) pode ser feito com uma lente externa.

Também conectamos o trabalho do RH com talentos, a organização e as lideranças para atingir as expectativas dos investidores.

Quais suas previsões sobre o futuro do RH?

Sou um otimista em relação ao valor do RH, pois ele ajuda os talentos, a organização e as lideranças a entregar valor para os stakeholder, internos e externos. Isso aumenta a cobrança, mas os melhores profissionais de RH que reconhecerem e dominarem as competências que identificamos irão entregar mais valor.

Invista no desenvolvimento da gestão e dos gestores para melhorar os resultados da sua organização:

Veja nossas opções de treinamentos
Veja nossas abordagens de consultoria 

Cadastre-se e receba semanalmente as melhores dicas e práticas de gestão no seu e-mail.

Na mensagem de boas vindas você receberá o e-book Guia de Planejamento Estratégico para 2023 com o passo a passo do processo de planejamento.