Vire a chave e transforme a estratégia em ação

em www.hsm.com.br

Visão, estratégia, empowerment, reconhecimento, metas e iniciativas e desenvolvimento da estratégia são as seis chaves para sair do planejado e ir para o executado. Veja como!

Enquanto em países desenvolvidos se gasta em média 60% a 70% do tempo planejando e 30% a 40% executando, no Brasil o inverso é verdadeiro. Mais do que isso, o planejamento é visto com descaso, sem a devida importância dentro das organizações. De acordo com o economista e sócio diretor da Ação Consultoria Empresarial e de Negócios, Alex Taciano Müller, a cultura do Brasil ainda é executora e há certa precipitação para queimar etapas e ir direto à execução, com o falso sentimento de que se está ganhando tempo. “Na verdade, os erros irão determinar falta de êxito (insucesso) ou mesmo correções e alterações que custarão mais tempo e dinheiro”, avalia.

Hoje, Müller acredita que o maior desafio encontrado durante estes 25 anos de carreira está na restrição das organizações, no que se refere a recursos humanos, financeiros e de tempo. “Não é possível executar todos os projetos candidatos a compor o portfólio de projetos da organização ao mesmo tempo, sendo necessária a seleção dos projetos que trazem maior retorno imediato. Como as organizações possuem não somente os projetos estratégicos, mas também projetos das áreas funcionais e de investimentos em máquinas e equipamentos, estes últimos muitas vezes são priorizados devido à falta de recursos para execução de toda a carteira”, pontua.

Para partir da estratégia para a ação não é simples. São necessárias mudanças de conceitos e até mesmo estruturais. De uma forma resumida é necessário virar 6 chaves:

 

Mas não há segredo. Uma vez definido quais serão os projetos traçados para alcançar o planejamento, é preciso ter uma boa condução e gestão destes projetos e o seu devido controle é o que irão determinar a conversão de estratégias em ações.

De acordo com o sócio diretor da Ação Consultoria, a gestão dos conhecimentos (informações, procedimentos, fatos e conceitos), habilidades (capacitação técnica e talento) e atitudes (valores, princípios e opiniões) permite alinhar os objetivos estratégicos em toda companhia, o que é um fator chave de sucesso. “Não basta apenas um ótimo trabalho de estudo dos cenários e definição das estratégias ideais se não houver o alinhamento estratégico que envolve a comunicação para todos os níveis da organização. O ideal é que cada um dos funcionários que trabalha na organização saiba exatamente qual é o seu papel dentro da empresa, e em que direção cada uma de suas ações deve ser seguida, para que os objetivos individuais representem e ajudem na conquista dos objetivos organizacionais”, complementa o executivo.

Invista no desenvolvimento da gestão e dos gestores para melhorar os resultados da sua organização:

Veja nossas opções de treinamentos
Veja nossas abordagens de consultoria 

Cadastre-se e receba semanalmente as melhores dicas e práticas de gestão no seu e-mail.

Na mensagem de boas vindas você receberá o e-book Guia de Planejamento Estratégico para 2023 com o passo a passo do processo de planejamento.