Retrato do futuro

por José Davi Furlan em LinkedIn

Se o propósito diz “o porquê” e os valores dizem “com base em que”, o retrato do futuro diz “para onde”. Ter claro o retrato do futuro e moldar o comportamento leva ao estabelecimento de objetivos relevantes e atitudes corretas.

Alfred Nobel (1833 – 1896) inventou a dinamite e fez fortuna produzindo explosivos e munições para uso militar. Quando Ludvig, seu irmão, faleceu, um jornal francês publicou um longo obituário de Alfred por engano e ele teve a oportunidade que poucas pessoas têm de ler sobre seu passamento em vida. Ficou alarmado com o que estava escrito: que havia sido um homem que tornara possível matar mais pessoas e mais rapidamente que qualquer outro que jamais tivera vivido. Naquele momento percebeu que seria lembrado pela posteridade como um mercador da morte. Assim teve a ideia de criar um prêmio para laurear os que servissem ao bem da humanidade nos campos da física, química, fisiologia (medicina), literatura e paz. Poucas pessoas estão familiarizadas como Alfred Nobel construiu sua fortuna, mas muitas estão familiarizadas com o Prêmio Nobel. E é assim que hoje ele é lembrado.

Retrato do futuro não é o mesmo que objetivo, plano, ambição ou aspiração, mas algo em que realmente se possa acreditar e que direcione escolhas e comportamentos. De acordo com John Kotter [1] apresenta as seguintes características:

  • Possível de ser imaginado. Forma uma fotografia do que o futuro pode ser
  • Desejável. Apela para os interesses de longo prazo das partes interessadas
  • Viável. Aponta para uma situação possível e realista. Se o que se pretende alcançar é muito difícil, as pessoas verão que a probabilidade de sucesso é baixa e a recompensa é improvável, arruinando a motivação
  • Claro o suficiente para prover direcionamento para a tomada de decisão
  • Flexível. Geral o suficiente para permitir iniciativas individuais e respostas alternativas à luz de condições mutáveis
  • Comunicável. Fácil de comunicar, pode ser explicado em minutos

Uma incorporadora declara em sua missão: “Concretizar o sonho da casa própria oferecendo imóveis com a melhor relação custo/benefício para o cliente”. E sua visão: “Ser a melhor empresa de incorporação, construção e venda de empreendimentos econômicos do país”. Mas uma análise de reclamações postadas em mídia social mostra que a empresa atrasa anos a entrega, as unidades residenciais apresentam defeitos ocultos intermináveis que se manifestam assim que o morador se instala, e que somente 13,3% dos clientes voltariam a fazer negócio. Se a empresa encerrasse hoje suas operações seria lembrada como aquela que concretizou sonhos e foi uma das melhores do país, ou aquela que não cumpre contratos e entrega o que há de pior? As pessoas recordam mais de aspectos ruins do que bons, antes que virtudes sejam destacadas é necessário primeiramente eliminar fatores de irritação. Se não se sabe que fatores são esses, os clientes têm as respostas.

Sucesso e obsessão pelos detalhes andam de mãos dadas. Na Disney, mesmo um observador casual dos parques temáticos e hotéis poderá notar um esforço considerável investido nos detalhes para definir a jornada do cliente. Até mesmo o transplante de árvores para que os visitantes as encontrem do mesmo tamanho em suas fotos quando compararem com fotos tomadas vários anos atrás. Os clientes podem ficar mais velhos, mas o mundo da fantasia e suas árvores nunca ficam. Também as filas de espera são desenhadas para causar o mínimo desconforto na espera da próxima atração mesmo no calor do verão de Orlando. Se a Disney encerrasse suas operações, como seria lembrada?

[1] KOTTER, J. P. Leading Change, Harvard Business Review Press; 1st edition, November 2012

Invista no desenvolvimento da gestão e dos gestores para melhorar os resultados da sua organização:

Veja nossas opções de treinamentos
Veja nossas abordagens de consultoria 

Cadastre-se e receba semanalmente as melhores dicas e práticas de gestão no seu e-mail.

Na mensagem de boas vindas você receberá o e-book Guia de Planejamento Estratégico para 2023 com o passo a passo do processo de planejamento.