Retenção de pessoas é o maior desafio para as empresas brasileiras em 2012

em www.hsm.com.br
 

Pesquisa da Robert Half mostrou que a perda de profissionais foi o maior problema do ano passado

Criar alternativas para reter funcionários será o principal desafio a ser enfrentado este ano pelos profissionais brasileiros de Recursos Humanos, aponta pesquisa da Robert Half realizada com 165 executivos de RH. Em 2011, a perda de profissionais foi o principal problema enfrentado pela área, o que justifica 47% dos entrevistados concentrarem os esforços, neste ano, em programas de retenção.

Ao avaliar o desempenho em 2011, 20,3% dos entrevistados apontam que o principal problema da área de Recursos Humanos foi a perda de funcionários, seguido pela falta de participação do RH na agenda estratégica da empresa (19,5%) e política de remuneração e benefícios inadequada (18,6%). Para 20% dos entrevistados, “falta de perspectiva de crescimento na empresa” é a principal queixa dos colaboradores e “salário defasados” aparece na segunda posição com 18,4% das respostas.

De acordo com Fernando Mantovani, diretor da Robert Half no Brasil, os três grandes problemas do RH estão na contratação, retenção e qualificação dos profissionais. Ainda de acordo com o executivo, esses problemas devem permanecer os mesmos na próxima década.

A realização dos grandes eventos esportivos como Copa do Mundo e Jogos Olímpicos, a explosão dos setores do petróleo e de energia eólica e investimentos em infraestrutura contribuem para a busca de profissionais no País. “Todos esses investimentos requerem um planejamento em longo prazo, o que deve gerar alguns anos de sufoco para os RHs”, alerta Mantovani. O aumento na oferta de empregos para profissionais qualificados faz com que muitos troquem de empregos, contribuindo ainda mais para o desafio da retenção de talentos.

Na segunda etapa da pesquisa, a Robert Half ouviu 1.400 profissionais, dos quais mais da metade aceitaria uma proposta para trabalhar numa empresa concorrente. A aceitação aumenta para 73% quando a proposta vem de uma instituição não concorrente. Falta de perspectivas de crescimento na empresa e falta de oportunidades de desenvolvimento foram as principais insatisfações declaradas pelos colaboradores em relação às práticas de RH.

Mesmo com a fuga de profissionais, mais da metade das empresas entrevistadas pretende aumentar o número de funcionários este ano. Reputação no mercado (32,6%), produto ou marca interessante (28,4%) e cultura da organização (15,6%) foram citados como os três principais fatores de atração de candidatos. Para as empresas, segundo a pesquisa, o principal fator para segurar os profissionais para 33,5% dos entrevistados é o desenvolvimento dos talentos, seguido por aumento de salário e promoções, com 29,5% e 28% das respostas, respectivamente.

Invista no desenvolvimento da gestão e dos gestores para melhorar os resultados da sua organização:

Veja nossas opções de treinamentos
Veja nossas abordagens de consultoria 

Cadastre-se e receba semanalmente as melhores dicas e práticas de gestão no seu e-mail.

Na mensagem de boas vindas você receberá o e-book Guia de Planejamento Estratégico para 2023 com o passo a passo do processo de planejamento.