Por que a mudança de cultura é essencial para a transformação digital

As falhas na cultura organizacional são um dos principais impedimentos para o sucesso da organização na era digital.

Uma pesquisa recente da McKinsey com executivos globais destacou três deficiências da cultura digital: silos funcionais e departamentais, medo de correr riscos e dificuldade em formar e agir com uma visão única do cliente.

fonte: Metadados

Adaptado do original Why Culture Change Is Essential for Digital Transformation, de Melissa Henley

Mesmo em organizações ou áreas focados em tecnologia, como TI, essas três deficiências costumam ser comuns. Quando a cultura de uma organização é veloz e dependente de tecnologia digital, os funcionários geralmente usam suas próprias ferramentas e soluções preferidas sem colaborar ou compartilhar informações. Isso pode levar a perspectivas inconsistentes sobre os clientes e suas necessidades. E enquanto a tecnologia nos dá a oportunidade de otimizar, as organizações podem acabar se concentrando na otimização e na melhoria incremental em detrimento da inovação, diminuindo a experimentação e potencialmente diminuindo o crescimento e rumando à obsolescência.

Sua organização possui uma cultura digital?

Compreender o imperativo da transformação digital pode ser um grande desafio, especialmente se nada parece errado com a maneira como a sua organização opera em relação ao seu negócio.

Um equívoco muito comum é que, se uma organização atualizar sua tecnologia, a transformação digital será realizada. A realidade, no entanto, é que a transformação digital não é sobre software ou tecnologia – é sobre adaptabilidade organizacional. Para acompanhar a mudança impulsionada pela transformação digital, as organizações devem ser ágeis e adaptáveis, e a cultura organizacional é crucial para o sucesso de qualquer iniciativa digital.

Como você pode saber se sua organização tem uma cultura digital? Dê uma olhada nos dois quadros e veja qual lhe parece mais familiar:

O passado  O futuro  
Nós não conversamos com nossos clientes. Preferimos ver o que a pesquisa diz.Os clientes estão no centro de tudo o que fazemos. Eles nos conhecem e nós os conhecemos.
Usamos dados para medir o desempenho.Usamos dados para prever e antecipar o que os clientes desejarão.
Lemos relatórios.Tomamos decisões em tempo real, porque temos os dados necessários à nossa frente.
Evitamos riscos. Todas as novas iniciativas exigem casos de negócios aprovados e aprovados.Nós assumimos riscos, mas tentamos falhar rapidamente e aprender com nossos erros. Essa é a única maneira de crescer.
Nossas áreas e unidades se concentram no trabalho e não se comunicam.Contamos com equipes multifuncionais para garantir que novas iniciativas reflitam múltiplas perspectivas.
Contratamos para que possamos fazer tudo internamente, mesmo que demore mais. Nossas necessidades são únicas.Utilizamos nossa rede de especialistas, incluindo consultores, para fazer o trabalho mais rápido e melhor.
Nós sabemos o que é melhor.  Os clientes sabem o que precisam. Estamos tentando dar a eles algo melhor – o que eles ainda não sabem que precisam.
Nossa liderança toma todas as decisões e os colaboradores precisam apenas cumprir. Caso contrário, eles sabem onde está a porta de saída.Nossa equipe executiva escuta ideias de toda a organização e se concentra na comunicação de novas ideias e iniciativas.
Parece que há muitos silos entre as equipes. As informações são armazenadas e não são compartilhadas.Nossos gestores se comunicam e colaboram regularmente em novas ideias para garantir que estejam alinhados.
Muitas áreas e unidades não conhecem novas iniciativas ou projetos até descobrirem pela imprensa.Nós nos concentramos na colaboração através de vários métodos para garantir que haja uma abundância de comunicação descendente, ascendente e cruzada.
Sua equipe de liderança e gerenciamento conta com o que sempre funcionou?  Ou a sua equipe de liderança e gerenciamento estão ativamente engajados com clientes e parceiros para desenvolver novas soluções?
As informações são distribuídas ativamente em toda a organização?Ou alguns gestores e áreas controlam as informações como um meio de poder?
Você se move lentamente e toma decisões somente após vários casos de negócios, reuniões e revisões?Ou você assume riscos razoáveis ​​para aprender com o que funciona e o que não funciona?
Você está simplesmente aprimorando o que sempre funcionou e esperando resultados diferentes?As equipes são interdepartamentais e colaborativas? Existem várias equipes trabalhando juntas para impulsionar iniciativas verdadeiramente transformadoras?
Todas as decisões devem ser revisadas e aprovadas? As decisões são constantemente questionadas pelos outros?Você capacita os colaboradores a tomar decisões dentro de sua esfera de especialização?

Colaboradores são a chave para promover mudanças

A capacidade de inovar depende diretamente da cultura organizacional e seus ativadores ou bloqueadores da mudança. Construir uma cultura digital é difícil, mas a cultura leva à adoção da tecnologia. Para que ocorra uma verdadeira mudança, a adesão de toda a organização e de todos os colaboradores é fundamental. Sua liderança executiva deve fornecer uma visão e estratégia claras sobre como as mudanças serão realizadas, incluindo metas concretas, para que toda a organização seja apontada na direção certa. Seus colaboradores devem entender seu papel na transformação e como estão promovendo a mudança.

A verdadeira mudança ocorre quando toda a organização está alinhada com sua estratégia de transformação digital. A iniciativa de transformação não irá longe se a liderança executiva disser uma coisa – talvez uma campanha de marketing bonita – mas nada muda nas operações do dia a dia. Se as decisões forem tomadas da mesma maneira que sempre foram, se a inovação não for suportada em todos os níveis e se os gestores empoderados puderem bloquear e esmagar a mudança e a agilidade para preservar poder, os colaboradores sentirão a desconexão entre palavras e ação, e a mudança não vai acontecer.

A mudança cultural não torna a tecnologia irrelevante. Mas, embora a tecnologia seja importante, ela não conta toda a história da transformação digital. A cultura não pode ser negligenciada.

Invista no desenvolvimento da gestão e dos gestores para melhorar os resultados da sua organização:

Veja nossas opções de treinamentos
Veja nossas abordagens de consultoria 

Cadastre-se e receba semanalmente as melhores dicas e práticas de gestão no seu e-mail.

Na mensagem de boas vindas você receberá o e-book Guia de Planejamento Estratégico para 2021 com o passo a passo do processo de planejamento.