Funções do líder gerencial

em www.administradores.com.br

Temos ouvido muito falar sobre gestão de pessoas, mas não poderemos gerir de forma eficiente se não sabemos a diferença entre líderes e gerentes. Neste post estarei explanando um pouco sobre mais esse assunto já trabalhado em 24 de novembro de 2009 com o tema AS FUNÇÕES DA LIDERANÇA e creio que esse dilema seja decifrado.

Mas antes de entrarmos nas seis funções específicas que um líder gerencial deve ter, vamos esclarecer algo de suma importância; Quais as diferenças entre líder e gerente? e O que é um líder gerencial? Essa é a base para o nosso estudo.

Vamos tratar deste tema líder e gerente dentro de suas funções e não tratar esses temas com base os títulos. Os títulos são variados de organização para organização, os títulos são diversos como: líder, chefe, gerente, supervisor, diretor, mestre, encarregado, etc. Devemos estar claro que esses são títulos de demonstram uma função desempenhada dentro do sistema.

Mas quero tratar as funções de líder e gerente em outro prisma.

GERENTE – Quando falamos em gerente estamos falando de qualquer função desempenhada dentro de um determinado sistema ou processo. Neste caso gerente representa todas aqueles títulos de listamos anteriormente.

Gerente então é o responsável pelos resultados que se espera dentro de um sistema e processo. Gerente é a pessoa que faz com que seus subordinados ou colaboradores realizem as tarefas afim de darem os resultados esperados. Gerente trabalha dentro de um status. Gerente trabalha dentro de atingimento de metas. Gerente tem responsabilidade de cronogramas, sistemas e coisas.

Gerente é o indivíduo responsável pelo planejamento e controle da execução dos trabalhos de seus subordinados no dia-a-dia de uma determinada empresa.

Bem, após todas essas definições queremos concluir então que gerente pensa sempre em resultados e coisas. Então qualquer função sistêmica desempenhada independente do título podemos defini-las como gerencia.

Gerenciar é administrar, controlar, coordenar as ações dos colaboradores afim de atingir resultados pré estabelecidos. É o efeito de manter a integridade física e funcional (dos empregados e equipamentos) proposto pela empresa para se ter maior produtividade e harmonia em seu ambiente de trabalho.

Sempre que olhamos para uma empresa, comércio, serviços públicos ou organizações e focamos nos sistemas, resultados e melhoramento do processos, estaremos olhando com os olhos de um gerente.

Se alguém perguntar quais as características de um bom gerente? poderíamos responder. Alguém que tenha uma ótima visão do sistema e dos processos, que seja comprometido com os resultados, que mantenha-se dentro dos cronogramas, que busque os melhores caminhos na obtenção dos resultados, que tenha uma visão clara do que quer atingir. Repare que em momento algum veremos nas funções dos gerentes algum indício de pessoa, o gerente não trata de pessoas e sim de resultados, o gerente não vê com os olhos da emoção e sim da razão, resultados, metas, qualidade, quantidade, produção.

Mas isso não o transforma com um monstro, uma máquina sem coração, de fato corremos o risco de apenas ver nossas responsabilidades como gerente, coisas; e não vermos que para atingirmos essas coisas, resultados, metas, qualidades etc. precisamos de pessoas ao nosso lado.

Agora na busca do lado pessoa do gerente encontramos o outro lado do nosso dilema. O líder.

De fato as organizações estão repletas de gerentes porem carentes de líderes.

LÍDERES – como fomos bem claros no que é gerência, o que sobrou é ser líder, o líder foca sempre pessoas. Podemos ter uma gerente sem pessoas, ele gerencias processos e sistemas, mas nunca teremos um líder sem pessoas.

Liderar está restritamente ligado a pessoas e nunca a processos ou coisas. Gostaria de implantar uma idéia que ao usar o nome, líder, estaremos tratando de uma pessoa que tem como objetivo inspirar outros a realização de determinada tarefa afim de produzir o resultado esperado.

Definição de líder: líder é a pessoa que inspira outras pessoas a desempenhar sua função dentro da equipe, afim de atingir o resultados previamente estabelecido.

Veja que insisto na palavra inspiração, o líder inspira seu colaboradores. O gerente ordena a ação da tarefa, o líder inspira os colaboradores a agir. O gerente que não é atendido pelo colaborador, crê que o colaborador falhou, o líder que não é atendido entende que exerceu pouca influência em seu colaborador.

O líder se preocupa com a pessoa do colaborador, busca satisfazer suas necessidades, sabe que a satisfação das necessidades é uma das formas de influência seu colaboradores, entende que ao satisfazer as necessidades, estará demonstrando outra grande qualidade do líder que é ser exemplo, assim o líder que satisfaz as necessidades dos seus colaboradores está com sua atitude dizendo: assim como eu satisfiz suas necessidades você também pode satisfazer as minhas que é o resultado atingido.

Isso gera uma troca sadia, o maior líder que já existiu disse: “o que você quer que os homens vos faça, faça você a eles”. Jesus em Lucas 6:31″.

O princípio da liderança influenciadora é fazer primeiro para seus liderados o que você quer que eles vos faça, em outras palavras, devemos semear na vida dos nossos colaboradores as sementes dos frutos que queremos colher. Muitas vezes queremos que nossos liderados reajam de forma que não os treinamos ou os ensinamos.

Então para sermos um Líder Gerencial, devemos dominar todas as características do gerente e as habilidades do líder.

Invista no desenvolvimento da gestão e dos gestores para melhorar os resultados da sua organização:

Veja nossas opções de treinamentos
Veja nossas abordagens de consultoria 

Cadastre-se e receba semanalmente as melhores dicas e práticas de gestão no seu e-mail.

Na mensagem de boas vindas você receberá o e-book Guia de Planejamento Estratégico para 2023 com o passo a passo do processo de planejamento.