Entre estratégia e metas, o método

em hsm.com.br

Vicente Falconi defende que a execução bem-sucedida é um modo de produzir conhecimento e que, seguindo-se o método cartesiano, a melhoria é ilimitada

Vicente Falconi, renomado consultor em gestão, foi entrevistado por Marcos Braga, CEO da HSM do Brasil, no palco do Fórum HSM Estratégia 2012. Durante a entrevista, o consultor esclareceu por que, entre a estratégia corporativa e o alcance das metas estratégicas, há de ser implantado o método.

De acordo com Falconi, não importa se o tempo é de crise ou de calmaria: uma formulação estratégica que forneça um rumo geral para todos tem de estar em vigor na empresa. A partir dessa formulação, estabelecem-se os caminhos com metas de longo prazo que, por sua vez, devem ser desdobradas em outras metas, baseadas em lacunas que os indicadores apontam.

Esse desdobramento de um problema em problemas menores é o método cartesiano, proposto por René Descartes no século 17. “Uma vez que sua empresa aprenda a fazer isso, a melhoria não terá limite, porque o próprio método é, por si só, um instrumento de aprendizado”, comentou o entrevistado.

As metas e o acompanhamento

“Para cada indicador, tem-se de conhecer a diferença entre o valor atual e o ideal, mas, geralmente, as pessoas têm medo de externalizar as lacunas que expressam o trabalho que deverá ser feito nos próximos anos”, pondera o entrevistado.

Para o consultor, todos na empresa têm de ter metas, pois esse é um meio de saberem o que se espera deles. Para alcançar metas, elaboram-se planos de ação e, para acompanhar o andamento dos trabalhos, deve ser estabelecido um calendário de reuniões que deve ser estritamente seguido. Falconi orienta: “Quem não bateu a meta tem um trabalho para fazer antes de ir para a reunião. O líder deve perguntar a essa pessoa: qual é o plano alternativo para recuperar o resultado? O que você precisa para isso?”

Execução como busca de conhecimento

De acordo com especialista, o processo de desenvolvimento gerencial e de busca de resultados é um processo de aprendizado das coisas que importam para a empresa. O conhecimento surge, por exemplo, quando há um processo sistemático de indagação dos porquês dos problemas, como no exemplo: por que a produção para? Porque a máquina quebra muito. E por que quebra muito? Porque superaquece com frequência. E por que superaquece? E assim se produz conhecimento.

O primeiro tipo de conhecimento que deve ser procurado é o que já existe na empresa. “Cada um sabe um pouco; então, deixe as pessoas falarem”, recomendou Falconi. Se o plano bem executado e, ainda assim, o nível de resultados esperado não foi atingido, fica evidenciado que o conhecimento interno não era suficiente. Será necessário buscar conhecimento externo, o que inclui o conhecimento que está em outras unidades da empresa, bem como com pessoas que não pertençam ao grupo.

Se, ainda assim esses recursos se mostrarem insuficientes, deve-se investir na análise de informações que estão na empresa. “A análise trará novos conhecimentos e, com base neles, faz-se novo plano de ação”, afirmou Falconi, destacando que todo esse processo é dolorido e exige do líder a capacidade de suprir as áreas com os recursos necessários, impor disciplina e cobrar resultados. “Quando as coisas vão bem, dividir um pouco do ganho com a equipe é bom. Não é por isso que as pessoas trabalham, mas agrada”, recomendou.

O consultor acredita que as pessoas trabalham movidas pelo espírito de conquista, que é humano. Daí a necessidade de serem estabelecidas metas desafiadoras. Nesse sentido, ele entende que a liderança não diz respeito a uma pessoa em particular, mas a um corpo de chefias que bate as metas, com a equipe, fazendo o certo, isto é, agindo de acordo com os valores da empresa.

Invista no desenvolvimento da gestão e dos gestores para melhorar os resultados da sua organização:

Veja nossas opções de treinamentos
Veja nossas abordagens de consultoria 

Cadastre-se e receba semanalmente as melhores dicas e práticas de gestão no seu e-mail.

Na mensagem de boas vindas você receberá o e-book Guia de Planejamento Estratégico para 2023 com o passo a passo do processo de planejamento.