Comprometimento – por que é tão difícil?

em http://www.programacases.com.br/

Em todos os meios de comunicação, temos ouvido muito o termo “comprometimento”. Na maioria esmagadora, esse termo se refere à deficiência dos “empregados” ou dos “funcionários”. Ouvimos que os empregados precisam ser comprometidos; ou que o nível de comprometimento por parte deles é baixa ou inexistente.No entanto, gostaria de falar com vocês, sobre outro tipo de comprometimento. O comprometimento por parte dos patrões, empreendedores, líderes etc.

O compromisso, nunca deveria ser uma rua de mão única. Se há exigência de comprometimento por parte de dos funcionários ou liderados, é preciso que da mesma forma, haja compromisso por parte da direção. Não adianta acreditar que dando o mínimo receberá o máximo. Toda ação trás em si mesmo uma reação.

Como é que a empresa pode mostrar comprometimento com seus funcionários? Eu acredito que existem muitas ações que podem ser implantadas, algumas até de baixo custo, que demonstrarão isso. Falaremos disso mais adiante.

No entanto, tenho ouvido muitos empresários se queixarem que seus funcionários não se comprometem com a empresa, fazem apenas o mínimo necessário. Perguntei certa vez a um empresário reclamão, qual era o plano de cargos e salários. Ele respondeu que não havia. E quanto a plano de benefícios? Ele respondeu que embora tivesse quase duzentos empregados, não fazia nada de especial. Nem mesmo plano de saúde. Quer dizer, para muitos empresários, o comprometimento é uma via de mão única.

Se os funcionários não veem exemplos, especialmente vindo de cima, dificilmente se comprometerão com alguma coisa. O engajamento só é possível, quando existe voluntariedade. “Ninguém lhe dará a mão, se não verem seu coração.” J. Maxwell

Ninguém veste a camisa da empresa forçado. Apenas para dar um exemplo real, um amigo que trabalha numa grande indústria têxtil, comentou que a comida servida no refeitório é de baixíssima qualidade. Às vezes, segundo ele, simplesmente não dá para comer. No entanto, no refeitório da diretoria, que é ao lado, as coisas são bem diferentes. É possível ver a comida servida lá. Ele comenta que lá, tudo é servido por um restaurante de altíssima qualidade.
Sendo assim, cabe a pergunta, como pedir comprometimento dessas pessoas, quando na empresa existe uma discriminação gritante? É a isso que estou me referindo. Uma coisa é dizer que a empresa se preocupa com seus funcionários, outra é fazer.

“A liderança determina os rumos da empresa. A organização determina o potencial da empresa. Os funcionários determinam o sucesso da empresa.” ― John Maxwell

Quando não existe comprometimento por parte da empresa, o empregado fica vulnerável e muda de emprego, às vezes, por qualquer quantia; faz isso, apenas por estar insatisfeito com sua empresa. O turn-over é pernicioso em qualquer corporação. Custa muito caro recontratar um novo funcionário. No entanto, mesmo sabendo dessas verdades, muitos líderes, empreendedores, fecham seus olhos e acreditam que nada vai os acontecer. Podem ter certeza, a fatura virá, e pode ser bem salgada.

Fernando Fernandes

Invista no desenvolvimento da gestão e dos gestores para melhorar os resultados da sua organização:

Veja nossas opções de treinamentos
Veja nossas abordagens de consultoria 

Cadastre-se e receba semanalmente as melhores dicas e práticas de gestão no seu e-mail.

Na mensagem de boas vindas você receberá o e-book Guia de Planejamento Estratégico para 2023 com o passo a passo do processo de planejamento.