Blog - Últimas notícias

Aqui jaz uma empresa que sofria da “Síndrome de Gabriela”, ou 40 formas de acabar com a sua organização

Ela resistia às mudanças necessárias, não inovava, não resolvia os problemas e só procurava culpados. Está morta.

por Edson Miranda da Silva, no LinkedinPulse

Aqui jaz uma empresa que sofria da “síndrome de Gabriela“, ela resistia às mudanças necessárias, não inovava, não resolvia os problemas e não conformidades da empresa e dos clientes e só procurava culpados, não respeitava os clientes, funcionários e fornecedores, não combatia os desperdícios, não reduzia os custos, não se preocupava com a qualidade dos produtos e serviços e muito menos com o pós-venda, tinha péssima produtividade e se aproveitava do elevado número de desempregados para exigir muito na contratação e depois oferecer um salário ridículo.

Ela não resistiu a concorrência, a clientes mais exigentes, a elevada carga tributária e um governo que só atrapalha as empresas. “Eu nasci assim, eu cresci assim, e sou mesmo assim, vou ser sempre assim… Gabriela… sempre Gabriela” 

40 dicas de como Quebrar e Falir uma empresa na crise e em qualquer época..

Seria cômico se não fosse trágico, mas muitas organizações brasileiras praticam os absurdos abaixo, de forma consciente e passiva. Se sua organização pratica e convive na boa com algumas destas situações, cuidado, resolva e elimine a situação antes que seja tarde para você e/ou sua empresa.

1) Não respeite e engane seus clientes, não cumpra os prazos de entrega, forneça produtos e serviços de qualidade inferior, prometa e não cumpra e não resolva os problemas dos clientes;

2) Não controle e não reduza os custos;

3) Não controle, elimine e não reduza os desperdícios;

4) Resista as mudanças necessárias;

5) Não inove, continue fazendo as coisas sempre como foram feitas;

6) Não resolva os problemas e não conformidades da sua organização;

7) Ao invés da solução, procure culpados;

8) Não treine, não qualifique e trate mal os seus empregados;

9) Contrate pessoas sem a mínima qualificação e experiência;

10) Não promova melhorias em todos os seus processos organizacionais desde vendas até a expedição de produtos;

11) Alimente dentro da sua organização as fofoquinhas, as intrigas, o disse me disse, a rádio peão, a falsidade, a discórdia entre pessoas e processos, a falta de ética, etc.;

12) De atenção as pessoas que reclamam e não fazem nada para resolver os problemas e não conformidades;

13) Trate mal, ofenda e chame de chato os colaboradores que querem inovar, melhorar, resolver os problemas da organização;

14) Compre do fornecedor mais barato;

15) Trate mal seus fornecedores;

16) O importante é somente vender e produzir, qualidade e produtividade é besteira;

17) Não controle todas as etapas do processo desde vendas até a expedição, deixe que o seus clientes façam o controle;

18) Não crie um ambiente de confiança, cordialidade e respeito mutuo, trabalho em equipe é perda de tempo e bobagem;

19) Segurança, limpeza e organização é frescura;

20) Demita ou perda os seus melhores colaboradores, aqueles que realmente querem inovar, resolver os problemas e não conformidades, promover melhorias, etc.;

21) Não procure inovar e vender solução aos seus clientes, deixe que a concorrência faça;

22) Continue utilizando métodos artesanais de controle ou receitas caseiras de controle “Excel, Word”, a tecnologia da informação disponível são recursos caros e não valem a pena investir;

23) Não tenha controle e não resolva os problemas e não conformidades do seu processo produtivo, para absorver esta situação, invista em ter altos estoques de matéria prima e produtos acabados;

24) Estoque alto é dinheiro investido, bobagem quem fala que é dinheiro parado;

25) ISO 9001, ISO 14001 é uma tremenda burocracia chata que não servem para nada, mas se infelizmente você tiver isto implantado na sua empresa, empurre para o processo qualidade se preocupar, os outros processos não tem nada haver com este assunto;

26) Não incentive a geração de ideias dentro da sua empresa;

27) Trate bem e remunere ainda melhor os puxa sacos da empresa, este negócio de meritocracia é coisa de quem viaja na maionese;

28) 5S, Kaizen, Lean Manufacturing, Lean Office, Poka Yoke, TPM, Autocontrole, etc. são coisas que só funcionam no Japão, aqui é o jeitinho brasileiro, a gambiarra é que é mais importante;

29) Manutenção preventiva e preditiva de máquinas e equipamentos é pura perda de tempo e de dinheiro, se puder realize uma manutenção corretiva meia boca;

30) Este assunto de sustentabilidade então nem dê bola, isto é história de eco chatos, não perca tempo com isto;

31) Continue fazendo as mesmas coisas como você sempre fez, o que deu certo em 1970 com certeza vai continuar dando certo agora em 2017 e para o resto da vida;

32) Não estude, não se aperfeiçoe;

33) Quem tem que buscar a modernidade é o seu cliente, ele depende de você e não você dele;

34) Trate mal seus empregados, pague mal, não ofereça benefícios, qualidade de vida é bobagem, está cheio de gente precisando de emprego é fácil repor a mão de obra;

35) Se sua empresa possui equipamentos e tecnologia ultrapassada, mantenha tudo do mesmo jeito, investir em modernidade é besteira;

36) Não monitore sua concorrência, se eles estiverem se modernizando, reduza os preços dos seus produtos e o lucro da sua empresa para não perder os seus clientes;

37) Engane seus clientes, venda gato por lebre;

38) Não mude nada, deixe tudo como está, faça o que você sempre fez;

39) Não planeje nada, e ter objetivo, metas e indicadores é perda de tempo;

40) Se acredita em Deus, reze muito.

 

interrogQuer saber mais? Veja nossos cursos na área de Gestão de Processos e Inovação, presenciais ou à distância

Registre-se agora no nosso site, informe seu email no campo abaixo e receba nossos informativos.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta